Siga o Portal do Holanda

A carta, cheia de enigmas, do vice-governador

Publicado

em

A carta de demissão como titular da Casa Civil encaminhada pelo vice-governador Carlos Almeida ao governador Wilson Lima é carregada de enigmas. A citação a Cila e Caríbdis - personagens de Odisseia, poema  escrito  por Homero há  2.800 anos, não faz do vice governador um Ulisses, o herói da Guerra de Troia. Mas abre questionamentos sobre quais “ninfas” se transformaram em monstros num governo que, de certa forma, comandou por quase dois anos,  e quais as causas dos redemoinhos ou sorvedouros que ameaçavam levar a pique um barco recém construído.

Carlos fez uma carta para não ser entendido, ou escolheu, propositadamente, um público seleto como destinatário.

Ao falar de  distopia  - “muitas ( das ideias passadas pelo pai) “ecoam em meus pensamentos como sinalização para se evitar os mundos distópicos de Orwel ou Huxley. Daí minha paixão pelo exercício de meu ofício”( Defensor Público)  - deve compreender que distópica é a realidade que não  se deve evitar, é o futuro que se deseja construir. O vice governador preferia viver a utopia de um mundo inexistente, marcado por denúncias que poderiam ser evitadas?

E os monstros  que ele diz ter encontrado, onde estão?  Carlos diz na carta que  “não se singra por águas tormentosas sem que se tenha de enfrentar Cila e Caribdis”, e que  “em política não é diferente”, que  “personagens tão ou mais perigosos se encontram em todos os lugares, às vezes, até mesmo dentro do nosso próprio barco”.

O conteúdo da carta é interessante, mas compreensível apenas para o público que ele certamente escolheu como destinatário. Pareceu a construção de uma blindagem contra “Cila e Caribdis”, mas em batalhas  vindouras…




+ BASTIDORES DA POLÍTICA

Já leu estas ?

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.