Siga o Portal do Holanda

JP aponta Pollake como eminência parda do governo Wilson Lima

Publicado

em

  • Carla Pollake é resquício da relação de empregado do governador Wilson Lima com o grupo Calderaro de Comunicação. Ela chegou a Manaus em 2017, para trabalhar a imagem do então apresentador do programa “Alô Amazonas”. Criou uma relação de confiança com Wilson, que se estendeu à campanha e com a vitoria da Chapa do PSC alojou-se no Palácio da Compensa. Trabalhou de dois modos a imersão do jovem governador. Primeiro, em cursos nos quais novos idiomas eram falados, ou novas técnicas de comunicação aprimoradas. Em outra, ocultou a figura astuta, atrevida, dinâmica e desafiadora do Wilson das telas de TV, o homem que solucionaria as broncas da sociedade. Aqui ela parece ter sido mais eficiente.

João Paulo, o ex-secretário executivo da Susam, afastado  do cargo sob suspeita de irregularidades, mas premiado com nomeação para procurador da Suhab, terminou  o depoimento à Comissão da Saúde nesta sexta-feira desempregado. O presidente da CPI, deputado Péricles Rodrigues do Nascimento (PSL), solicitou ao governo seu afastamento da nova função, depois que ele disse que assinou documentos sem conhecer seus detalhes, ainda como secretário executivo da Susam. Se não sabia o que fazia, ou o ritos de um procedimento administrativo, não pode ser procurador da Suhab, foi a conclusão da Comissão.


Fotos: Reprodução/Instagram

JP, que começou bem o depoimento, mostrando tranquilidade, complicou-se  ao explicar a velocidade com que autorizou o pagamento dos respiradores superfaturados. E expôs o lado oculto do governo, ao dizer que foi convocado para uma reunião de apresentação da nova secretária de Saúde, Simone Papaiz, por uma eminência parda - Carla Pollake.

Um silêncio breve entre os integrantes da comissão - até que o deputado Serafim Correa (PSB), perguntou quem era  Carla Pollake.  A resposta foi ainda mais confusa: “não sei”. O estrago estava feito.


Foto: Reprodução/Instagram

A CPI decidiu convocar  Pollake para depor e explicar por que tem uma sala contígua a do governador Wilson Lima e reúne, segundo relatos de JP,  com secretários, coordena  um grupo chamado “Anjos da Saúde” e dá  as cartas no setor.

A revelação  do nome do Pollake e seu papel no governo também implode uma situação de dependência do governador de pessoas e grupos que  o travam como gestor público. É possível que Wilson agora perceba que precisa se libertar de amarras, submergir da imersão a que foi maliciosamente submetido e olhar o Amazonas com a autoridade que lhe foi conferida pelo população.

Essa é mais uma crise de governo. E das grandes. Mas se Wilson sair da imersão vai perceber que em política crise é janela, crise é saída e solução. Basta se aproveitar dela para mostrar a cara e a autoridade perdida nos últimos dois anos,


+ BASTIDORES DA POLÍTICA

Últimas notícias

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.