Siga o Portal do Holanda

Versões são vagas e imprecisas

Defesa do tenente suspeito de matar PM’s estuda pedir reconstituição do crime

Publicado

em

Foto: Josemar Antunes/Portal do Holanda

Manaus/AM  - Os advogados de defesa do tenente Joselito Pessoa, suspeito de matar dois colegas de farda no último sábado (5), pretendem solicitar da Justiça a reconstituição do crime.

Segundo a defesa, as versões são contraditórias e há muitas inconsistências e lacunas na ordem dos fatos narradas por Robson Almeida, um dos sobreviventes da tragédia.

Para os advogados Mozart Bessa e Mário Vitor todos os envolvidos estavam extremamente embriagados no dia do crime, por isso, é necessário que se faça uma investigação minuciosa em torno no dique realmente aconteceu no interior do veículo naquela madrugada.

Enquanto Robson afirma que Joselito surtou e abriu fogo contra os policiais, o tenente afirma que estava dormindo e não lembra do que aconteceu até acordar com o civil em cima dele afirmando que ele havia matado os colegas.

A defesa afirma ainda que se ao fim do processo ficar provado a culpa do cliente, ele será punido como ordena a lei. Mas se o relatório da investigação for impreciso, eles entraram sim com o pedido da reconstituição.

A polícia afirma que trabalha no caso e pediu mais tempo para concluir porque precisa ouvir ainda outra testemunha chave: o major Ludernilson Lima, outro sobrevivente do tiroteio.

Ele segue internado no Hospital João Lúcio e ainda não tem previsão de quando terá condições de falar, já que o estado dele é delicado. O major levou um tiro na coluna cervical e corre o risco de ficar tetraplégico. A pedido da família nenhuma atualização do quadro de saúde dele está sendo repassada.

O linchamento dos políticos

-

Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

1 minuto nerd - toy story 4 e aladdin

 Siga o Holanda

Amazonas

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.